CIRURGIA A LASER: Miopia, Astigmatismo e Hipermetropia



Erros de Refração
Nos olhos com grau, os raios são convergidos antes ou depois da retina gerando os chamados ERROS ou VÍCIOS DE REFRAÇÃO que podem levar à baixa de visão de longe, de perto ou de ambos e em alguns casos, cansaço visual, dores de cabeça, olhos avermelhados e lacrimejamento. Dentre os vícios de refração, temos miopia, hipermetropia e astigmatismo.

Hipermetropia
A hipermetropia ocorre quando o olho é menor ou a córnea é mais plana e a imagem se forma depois da retina. Os hipermétropes têm dificuldade na visão de perto. Em graus mais elevados há dificuldade para longe também.



Miopia
A miopia ocorre quando o olho é maior ou a córnea é mais curva e os raios de luz são convergidos para um ponto antes da retina. Os míopes têm dificuldade de enxergar para longe.



Astigmatismo
No astigmatismo, a curvatura da córnea em um meridiano (eixo) é maior que no outro, semelhante a uma bola de futebol americano. Sendo assim, são formados mais de um ponto de foco (anterior ou posterior à retina). Pode ou não estar associado à miopia ou à hipermetropia. Geralmente leva à baixa de visão para longe, podendo também causar cansaço visual e dificuldade para perto.



Como funciona a cirurgia a LASER?
Na oftalmologia, o LASER usado é o EXCIMER, composto pelos gases argônio e fluoreto. Um feixe de luz invisível e sem calor é formado e, com o controle por computador, pode retirar camadas de tecidos com precisão microscópica, permitindo até esculpir um fio de cabelo.

Na miopia, o LASER é aplicado na área central da córnea retirando tecido para que haja o aplanamento desejado.
Na hipermetropia, realiza-se retirada de tecido na periferia da córnea, aumentando sua curvatura central.
No astigmatismo, o tratamento é realizado em áreas selecionadas da córnea, aplanando ou encurvando a região central.

Todo o procedimento é rápido e indolor levando cerca de 5 a 7 minutos por olho.

PÓS-OPERATÓRIO
No PRK, operamos um olho por vez devido a recuperação mais lenta que se dá por aproximadamente 1 a 2 semanas devido à cicatrização do epitélio, a qual é auxiliada por uma lente de contato terapêutica.


No LASIK, normalmente não há dor e a recuperação da visão se dá em algumas horas. Os dois olhos podem ser corrigidos no mesmo dia. Em ambas as técnicas, o resultado final é alcançado entre o 1o e o 3o mês após a cirurgia. A avaliação clínica no pré-operatório irá definir qual a melhor técnica para cada caso. A maior parte dos pacientes é submetida ao LASIK.


Encontre o Dr. Renato Neves no Google+

Postagens mais visitadas